quarta-feira, 14 de setembro de 2011

Meu 11 de Setembro de 2001

          Sim, sem dúvida alguma, as pessoas não tem como esquecer esse dia, e eu, hoje, apesar de tanta desgraça, lembro dessa data como um fato marcante em minha vida, como a Cintia mesmo contou lá no blog lindo e chique dela , eu encontrei meu pai depois de 23 anos, no meu trabalho, que na época era na editora Abril.

           Estavamos com  a tv da empresa ligada em cada setor, pois viamos propagandas que a editora passava e os clientes entravam em contato, e naquele dia por obra do destino fiz a renovação da revista veja pra ele. Mas você deve estar se perguntando, como assim? Você nunca procurou ele antes? Não, deixa eu contar pra vocês tá?

           Minha mãe, quando conheceu meu pai, fugia da ditadura militar na Argentina, e veio parar no Brasil, mais precisamente no Mato Grosso, em Corumbá, e lá ela conheceu meu pai, e pouco tempo já moravam juntos, e eu apareci na área...Nisso eles já moravam em Campo Grande no Mato Grosso do Sul. durante uns 2 anos, quem cuidava de mim, além da mãe, era minha avó paterna, por quem fui inclusive batizada junto com meu tio...Até que deu a louca no casal, e resolveram se separar, mas minha mãe que era ilegal no Brasil, já tinha noção que ia dar estress, já que essa blogueira linda e quase magra era a bebe do papai(meu irmão mais velho já tava grandinho neh), adivinhem o que ela fez?Fugiu comigo....

        Sim, ela fugiu, disse nas autoridades competentes, que era uma estrangeira querendo voltar pro seu pais, e que meu pai era desaparecido, eles acreditaram e ela foi pra Argentina, depois de alguns meses voltou pro Brasil, pro Rio de Janeiro, até que um dia, encontrou a ex cunhada , e fugiu de novo, viajou e veio parar aqui no Sul.Eu já tinha uns 5 anos ou mais, ela xasou com meu padrasto, e sossegou um pouco por aqui, cresci chamando meu padrasto de pai, mesmo sabendo que ele não é meu pai biológico, mas graças  a Deus, sempre fui tratada como filha, tendo até mais regalias hohohoh...E por esse motivo nem questionava minha mãe sobre ele, mas lembro quando ela dizia, ahhhhh tu saiu bem a familia do teu pai, ahhhh bem matogrossossense você (não me pergunte pq tá? não sei)

        Até que esse dia 11 de Setembro apareceu, e tudo virou do avesso, sim tudoooooo, eu conheci uma familia que nunca tive, pois minha mãe não tinha raizes aqui,e a do meu outro pai era pequena também.Na época minha irmã havia  morrido em um acidente de carro havia uns 4 anos, e eu tinha meu irmão apenas pra compartilhar....Foi um vendaval de sentimentos, ganhei 2 irmãos, 1 irmã caçula, tias, tios e primos, minha avó que sabia coisas a meu respeito e me contava histórias, A mãe dos meus irmãos que virou uma amiga muito especial, que me contava sobre como foi sofrida aquela época em que sumi, lógico junto veio muitos sentimentos, ciumes dos meus irmãos, vergonha de mim, até raiva da minha mãe, pois lá, via uam familai grande  emais estruturada, meu irmão mais velho já era advogado, meu irmãos mais novo estava terminando a faculdade de direito, minha irmã fazia jornalismo, pensava e eu? Minha mãe não me permitiu ter acesso a uma vida melhor ...
         O tempo foi passando, aprendi que meus irmãos e meu pai eram "normais" como eu, aprendi a amar, minha irmã, morro se sonho que ela está dodói, ou meus sobrinhos, convivo pouco, mas a amo muito, admiro meus irmãos, meu mano mais novo vai ser papai logo, e o admiro muito, sei que é um homem honesto e muito esforçado. Meu irmão mais velho, é um vencedor, tem uma familia linda. E  por incrivel que pareça, acredito perfeitamente em tudo, tudo que aconteceu como um presente de Deus, algo muito especial pois cada momento que vivi, mesmo os mais complicados (sim foram vários), me ensinaram a respeitar melhor as pessoas e entender que é assim mesmo, tento tirar de tudo o melhor, depois de encontrar meu pai, fui visitar a familia lá, ele veio aqui, conheceu uma amiga minha pela internet e  CASOU com ela... morou aqui até o ano passado, convivi mais com ele, e além de ser importante pra mim, foi muito bom pros meus filhos, minha mãe, não chegou a ver ele antes de morrer, lembro que quando cheguei em casa em 2001 e contei " novidade" ela disse no maior sotaque Argentino,: FERNANDAAAAAAAAAAAAA, você não tinha mais nada pra inventar? Madre minha, o que te falta?

          São por essas, que sempre digo.....Minha mãe sabia !!!!



Obrigada, por me visitarem, curtirem cada historia aqui contada...Obrigada mesmo, adoro esses espaço....


Beijokas


Fernanda Sahira


Ps, o nome Sahira, minha mãe dizia, que era em homenagem a saira, um pássaro, mas meu pai, diz que era o nome de uma brisa do oriente....
Ps2 Meu irmão mais novo, nasceu no dia, mês e ano, que a minha irmã que faleceu, curioso né?
Ahhh vocês ainda não conhecem meu pai? Está aqui ele, sr  Lázaro....

Esse é meu velho, lindão nénão?


Beijos e até breve

24 comentários:

  1. Fernanda que história hen,mais fico feliz que você pode conviver e conhecer mais seu pai,uma história realmente emocionante
    Cheiro!!

    ResponderExcluir
  2. Fernanda,oh vida, cada lição cada vida, vivida com amor. Emocionada...lembro q no dia 11 de setembro de 2001 eu estava me recuperando de uma de sessão de quimioterapia reclamando das dores das reaçoes então a televião ligada e acompanhei a tragedia e vi que aquele povo não teve chance e eu ali reclamando da chance que tinha.A guerra continua lá e aqui. A diferença é que eu já ganhei duas batalhas e eles nenhuma. Essa vida doída!bjs

    ResponderExcluir
  3. Que legal!Parece até uma novela...metade argentina e metade brasileira....Felicidades e beijocas querida!

    ResponderExcluir
  4. A vida é a arte do encontro, embora haja tanto desencontro pela vida.
    Vinícius de Moraes

    A história é digna de minisérie global! E fiquei surpresa! Primeiro vc apaga os coments depois vem com essa revelação ai toda!

    Um dia tão marcado pela dor de muitos se tornou para vc uma alegria incrível, por isso que realmente existe tempo pra tudo nessa vida... a gente perde, a gente ganha...chora, ri.. sofre, se alegra. Enfim a vida como ela realmente é.

    Como diria Charles Chaplin a vida é bela se não temos medo dela. Penso nas surpresas que nos aguardam por ai nas esquinas da vida.

    Pois é sua mãe sabia... sempre rs.

    Acho que sempre temos um ponto que ou recomeçamos uma nova etapa como foi o que vc fez,ou estacamos e perdemos novos capítulos a nos acrescentar.

    Bjos

    ResponderExcluir
  5. Amiga..........


    Que história!
    Nossa....resumindo...tu já viveu várias vidas em apenas uma única vida!
    Legal teres reencontrado tua família1

    Beijinhos linda!

    ResponderExcluir
  6. que história! daria um livro, com certeza! vc tem uma história de vida única e muito diferente, interessante!

    aqui no Japão Sahira é um sobrenome. se pronuncia sarríra e se escreve assim: 佐平

    hahaha vê se não vai deletar os comentários hein? rs.

    bjs e bom dia

    ResponderExcluir
  7. Minha nossa...parece novela....que incrivel...não sei se te dou os parabéns ou sinto muito pelo sofrimento.Mas li uma mulher estruturada,forte,sensivel escrevendo...então...você e uma vencedora.
    Beijinhos linda
    Deusa
    vasinhos coloridos

    ResponderExcluir
  8. Que história surpreendente...coisa de filme, novela. Lindo vcs todos se aceitarem e passarem a escrever uma bonita história desde o 11/09/2011.
    Bjs♥

    ResponderExcluir
  9. Oi Fernanda que historia hen amiga mais a vida da gente é novela mesmo algumas coisa são estranhas mesmos o meu irmão que vem depois de mim ele é nascido dia 18/02/1985 ele morreu em dezembro de 2000 e em 2001 eu fiquei gravida e minha filha nasceu no mesmo dia que ele nasceu com diferença de 2 hs 18/02/2002 acho que deus nos mandou este presente para que no dia do niver dele pra gente não se entristecer sempre vai entender né boa sorte e a MÃE DA GENTE SEMPRE SABE BJSSSSSSSS

    ResponderExcluir
  10. Menina, é cada uma, né? Eu até entendo a sua mãe... por ser estrangeira e ter se separado, com certeza perderia a sua guarda... e mãe sofre mto com essa possibilidade!
    Mas o tempo permitiu q vc reencontrasse o seu pai e isso é tão legal...
    Beijão!!!

    ResponderExcluir
  11. Como contei para Cissa, eu tenho uma históri parecida com a sua, de reecontro com o pai após vitne e tantos anos.

    Não foi tão surpreendente como a sua. Mas é interessante a construção deste convívio, com a nova família com a nova vida

    Ainda estou em fase de adaptação, só faz um ano este reencontro.

    Um beijão!

    ResponderExcluir
  12. Oi Fernanda tudo bom?

    Fico feliz que tenha vivido alguns anos perto de seu pai.
    Não culpe sua mãe, ela fez o que achava certo, da maneira dela, se fez certo ou não "são outros 500"!!!

    Tenho uma história mais ou menos parecida, na "aborrecência" não entendia bem, hoje bem adulta, não me incomoda mais!!!


    Beijos e ÓTIMO FINAL DE SEMANA



    Audeni

    ResponderExcluir
  13. Fernanda,
    Que história! Digna de uma novela! Adorei saber mais sobre você e sua história. Emocionante!
    Beijos
    Adriana

    ResponderExcluir
  14. Gente que história linda! Que Deus maravilhoso que te deu uma nova família quando vc menos esperava.
    Bela aproveite essa familia que foi te dada de presente.
    beijo grande e agradeço a Cissa por me contar a sua historia.
    Lola

    ResponderExcluir
  15. Que história cheia de emoções Fe!
    Chorei lendo, muita emoção...

    Beijos, Carla!
    http://pathyarteira.blogspot.com

    ResponderExcluir
  16. Estou emocionada, obrigada por compartilhar sua história, parabéns pelo seu papai, acredito que sua descoberta veio para ele com um renascimento, grande abraço.

    ResponderExcluir
  17. Amiga,que história linda!Uma história de amor,desencontro e reencontro digna de um filme ou novela de horário nobre.Que bom que reencontrou sue pai.A gente pensa que essas coisas só acontecem em novela,mas a arte imita a vida.Sua mãe deve ter sido uma mulher muito especial e seu pai,realmente é muito lindo e você não só o reencontrou,como ganhou de quebra uma amiga(sua madrasta) e mais irmãos.Você é sortuda por ter tido dois pais maravilhosos e uma mãe que sabia.Talvez ela não soubesse que estava construindo uma história linda para sua filha,mas ela sabia educar uma menina que se tornaria uma mulher tão maravilhosa e linda como você.Beijos.

    ResponderExcluir
  18. Nossa Fernanda, que história! Conforme ia lendo ia me dando um arrepio. Fico feliz por Deus ter te proporcionado conhecer teu Pai, ter aumentado tua família e tê-la feito aprender tantas coisas. Que Deus continue abençoando tua vida, te trazendo tantas coisas boas e maravilhosas.
    Muito bom conhecer tua história, pois nos faz pensar que não houve só tragédias nesse dia, mas também encontros, recomeços e alegrias.
    Bjos, Lú.

    ResponderExcluir
  19. Estava passando e simplesmente amei...ficaram muito lindos..parabéns...Tudo que se faz com amor tem um sentido diferente...acabou de ganhar mais uma seguidora...me faz uma visitinha..por favor...BJOOOOSS!!
    Gardy e Jeandro..Construindo sonhos ...SÃO LUIS MA

    ResponderExcluir
  20. Eu adoro essas histórias e aind atem gente que acha que certas coisas só acontecem em filmes ou novelas. O que tem que ser não tem jeito.
    Parabéns pela família linda e esse paizão

    ResponderExcluir
  21. Menina parece aqueles reecontros do Silvio Santos...que de tantos encontros e desencontros a gente acha que é "arranjado"....A sua história é real.... e minha filha vc deve ter uma estrutura psicológica imensa para aguentar tanta gente nova em sua vida...
    Fernanda que DEUS te abençõe...eu achava que o sobrenome Sahira fosse de origem arabe...
    bjjssss
    meu cachixo

    ResponderExcluir
  22. Oi Fernanda!!!
    Vim conhecer sua história, pois a Cissa me deixou para morrer rs
    Mas que história, heim, menina!!! Como Deus é: ELe acabou dando um jeito, super improvável de vc reencontrar seu pai. Bela história. Poucas pessoas teriam uma ... digamos, segunda chance como essa.
    Beijinhos e ótimo final de semana

    ResponderExcluir
  23. Que história linda e comovente, imagino a reviravolta de emoções que vc passou e ao mesmo tempo q feliz momento esse q não minha opinião não é coincidência e sim obra de Deus q quis que vc conhecesse essa família linda que vc tinha e não sabia.
    Adorei a história.
    bjos
    Maysa

    ResponderExcluir

Oba vai deixar um comentário? Obrigada!!!

Quer conhecer uma loja fofa e cheia de novidades?
www.casadesahira.com.br:
sahirasantos@gmail.com

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...